Passar vergonha é muito melhor que passar vontade

Sabe o rosto devastado da Marguerite Duras? Posso começar um livro falando do meu rosto encalombado, eita que é espinha.

É engraçado saber que chegamos tão perto.

Sexo não sustenta namoro, o que importAHAHAHA sustenta comigo sim (às vezes o twitter é um lugar surreal)

Nós sempre teremos um boteco.

Passar vergonha é muito melhor que passar vontade (e, como dizia a Marquesa de Merteuil, a vergonha é como a dor, só se sente uma vez).

o que é ser humano? é desenhar uma clarabóia na cela cinza.

Cigarro e cerveja, chega mais, eu não vou resistir.

image

Pois sempre foi exatamente assim, embora sem cigarro, sem Dean, sem roupa preta, sem largas e discretas janelas, sem P&B, mas exatamente assim. Foi exatamente assim embora sem os detalhes entalhados na madeira, sem as persianas fechadas, sem a elegância da moça, sem as manchas na parede, mas exatamente assim.

Pois sempre foi exatamente assim, mesmo sem nunca ter sido, sem mergulharmos no abismo, sem termos nenhuma memória que não pudesse ser partilhada nas conversas de salão. Pois sempre foi exatamente assim mesmo agora quando já não poderá ser e o agora dói como unha encravada (sei lá, devia ter uma metáfora mais elegante, mas só consigo enxugar o rosto e assoar o nariz e isso não é nada elegante, mas foi exatamente assim e eu nem sei mais usar pontuação porque preciso assoar o nariz de novo e me convencer que ainda sei respirar).

Não dá pra ver o rosto do Dean nesta foto aí. Mas eu, eu sei a doçura espantada. Sei a mão firme que sustenta e acaricia. Sei o olhar morno, encabulado e contente. A cabeça meio de lado, desviando a vista, embaraçado da alegria que quase se ouve. Sei o sonoro da gargalhada. Sei o corpo confortável no abraço. Sei que você riria junto. Sei o contágio. Eu escreveria: feliz, se achasse que felicidade vale a pena. Toda urgência diluída. Entre nós o gosto de cerveja e uma apenas. Apenas somos, ficamos, estamos. Cozinhamos, vemos filmes, trepamos, comemos, dormimos, ouvimos música, falamos. Somos, ficamos, estamos, tudo cabe neste abraço que foi exatamente assim mesmo sem nunca ter sido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s